PALAVRAS DO SID

Idéias e ideais de quem não quer ser igual.

Vida de estradeiro.

Posted on sábado, 19 de junho de 2010 by Marcelo Augusto | 0 comentários
Marcadores: , , ,

Guardas rodoviários,
Hum, um assunto muito sério pra mim, pra minha familia e amigos, mas pq?

Como eu ja havia dito, sou de uma familia de estradeiros (Caminhoneiros), ou seja, sou acostumado com estradas, asfalto e tudo mais, só que de umas 2 décadas pra cá os caminhoneiros vem sofrendo abuso das autoridades responsaveis pela segurança das rodovias.

Os policiais, como a maioria, sempre querem passar a perna nos humildes, e na estrada quem mais sofre são os caminhoneiros que levam a vida na boléia.
Ao contrário do que se espera, fiscalização e tudo mais, o que acontece é que os policias param os caminhoneiros e pedem o famoso "cafézinho", dependendo da região esse cafézinho sai caro, variando de 10 até 500 reais, e se o motorista não "descolar" essa quantia corre o risco de ser acusado de trafico, ou algum outro tipo de crime forjado pelos policiais.
Meu pai faz Rio-sampa, carregado de pisos e revestimentos ceramicos, e em uma noite de viagem ja chegou a ser parado mais de 3 vezes, sempre entregando em média 20 reais pra cada um.
Em uma viagem os "policia" pararam ele e pediram 300 reais, ele não tinha essa quantia, então deu apenas 150 e os homens da "lei" disseram que na volta ele pagava o resto. Meu pai com alguma técnica em estrada, viajando em torno de uma década, conseguiu dar balão nos policiais, mas para não sentir o "peso" do dinheiro, acaba tendo que desviar de pedágios e acaba sendo visto como "ignorante" e tudo mais.

Isso desanima a vida do motorista, fora o alto preço dos pedagios pra alimentar uma dúzia de bandidos, ainda tem que tirar do bolso pra pagar os criminosos de farda.

Afinal, o que os caminhoneiros devem fazer? uma grave nacional?
Ajudem-me com dicas se possivel, algum movimento, alguma coisa, para acabar com essa falta de respeito aos estradeiros.

0 comentários:

Postar um comentário